top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Santa Catarina bate recorde de cirurgias eletivas realizadas em 2023

O ano de 2023 foi de grande avanço na realização das cirurgias eletivas em Santa Catarina. Em parceria com Secretarias Municipais de Saúde e os hospitais, foram operados mais de 200 mil pacientes nesse ano.


Desses, foi possível realizar aproximadamente 125 mil cirurgias eletivas (com internação) e 76 mil cirurgias oftalmológicas ambulatoriais, sendo que 45 mil foram de catarata. Para realização dos procedimentos o Governo do Estado investiu um total de R$240 milhões.

Os números refletem a estratégia do Governo do Estado na redução das filas, por meio do Programa Estadual de Cirurgias Eletivas “Fila Zero”.


O maior número de cirurgias realizadas esse ano foi do aparelho geniturinário, remoções de útero, e do aparelho digestivo, incluindo hernias e vesículas, totalizando 55.332  procedimentos. Em seguida, as cirurgias oncológicas, com 15.289; e, na sequência, as ortopédicas, com 15.057.


Para chegar a esses resultados foi tomada uma série de medidas desde o início de 2023. Diversas ações foram realizadas que incluíram agendas diretas com secretários municipais de saúde e os hospitais prestadores de serviços, além de uma reorganização na distribuição dos pacientes nas regiões do Estado. 


Também foram priorizados os pacientes oncológicos, a ampliação dos prestadores de serviços com novas habilitações estaduais na cardiologia (7 novas habilitações e 4 ampliaram o serviço) e 13 novas em ortopedia, além do aumento de 150 leitos de UTI, gerando maior capacidade para realizar cirurgias eletivas nas unidades.


Do Tesouro do Estado foram investidos R$120 milhões, conforme autorizado pelo Governador Jorginho Mello. Também foram aportados recursos dos poderes da Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça e Ministério Público que disponibilizaram R$30 milhões; R$50 milhões da Bancada Federal de Santa Catarina no ano de 2022; e R$40 milhões da Política Nacional de Redução de Filas para o enfrentamento das cirurgias eletivas.


Para 2024, estão projetados R$650 milhões de valores fixos (Pré-fixado), além do valor pago por produção, por meio do programa de Valorização dos Hospitais e a Tabela Catarinense, lançado pelo Governo do Estado em dezembro do ano passado. 

Fonte: Ascom Secretaria de Saúde



10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page