top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Supermercado abre ‘caixa lento’ para idosos que gostam de conversar

Que ideia mais gentil e contra a solidão. Na contramão da correria, um supermercado abriu uma caixa lento para idosos que adoram conversar enquanto passam suas compras.


O supermercado Jumbo, rede dos Países Baixos, caiu na graça popular com a atitude diferenciada. Muitas vezes solitários e falantes, os vovós e vovôs ganharam tranquilidade e não precisam correr para guardar as compras enquanto estão no caixa.

Mais que isso: ao separarem o que compraram, eles podem ter uma boa conversa com o profissional do caixa e receber o carinho que merecem.

Pioneiros no assunto


A rede Jumbo foi pioneira no assunto, em 2019, e o negócio deu tão certo que eles começaram a espalhar o “Kletskassa” em todas as lojas da rede.


Com feedback extremamente positivo, eles querem abrir mais de 200 caixas semelhantes.

Para o diretor comercial da marca, Colette Cloosterman-van Eerd, “muitas pessoas, especialmente os idosos, às vezes se sentem solitárias”, explicou.

E foi com o objetivo de combater essa solidão, a empresa resolveu desacelerar um pouco as coisas.


Redução da solidão


A empresa é familiar e segundo Colette, isso fez com que a marca conseguisse acolher os idosos.

“Eles (os donos) têm um coração caloroso pela iniciativa e querem ajudar as pessoas a estabelecer contato real com eles por interesse genuíno”, explicou.

Presentes em vários locais dos Países Baixos, a Jumbo se tornou referência em cidades pequenas.


“As nossas lojas são um importante ponto de encontro para muitas pessoas e queremos desempenhar um papel na identificação e redução da solidão”, disse o diretor.

No Kletskassa, não há preocupação na hora de passar a compra.

Nada de correria e nem estresse. Os idosos podem tomar todo o tempo do mundo. Vários deles usam o caixa para dar uma cochichada com os profissionais.


Segundo Colette, o gesto é pequeno, mas muito valioso.

“Especialmente num mundo que está cada vez mais acelerado e digitalizado”, afirmou.

O diretor comercial ainda explicou que, internamente, a briga para ocupar um dos caixas é grande, principalmente por conta das conversas com os idosos!

“Estamos orgulhosos de que muitos de nossos caixas gostariam de sentar-se atrás de um Kletskassa.



186 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page