top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Superbactéria comedora de carne mata jovem de apenas 29 anos

Uma trágica história envolvendo Ashley Timbery, uma jovem australiana de 29 anos, veio à tona após sua morte decorrente de uma infecção bacteriana agressiva.


Segundo o portal R7, Ashley foi hospitalizada depois de manifestar fraqueza nas pernas e desmaiar, sem apresentar sintomas específicos. Os médicos, ao realizarem exames, descobriram múltiplos buracos em seus pulmões, indicando uma condição grave.


Apesar dos esforços dos profissionais de saúde, a “superbactéria” que infectou Ashley demonstrou ser resistente aos antibióticos, tornando o tratamento ainda mais desafiador.


A família está perplexa quanto à origem da doença, pois a infecção pode ser adquirida de várias formas, como lesões na pele, ingestão de alimentos contaminados ou até mesmo pela inalação de partículas infectadas.


Essa trágica perda ressalta a importância da conscientização sobre infecções bacterianas graves e a necessidade de medidas preventivas para evitar sua propagação.

O que é a superbactéria que come carne humana?


A bactéria que “come” carne humana, também conhecida como “bactéria comedora de carne” ou necrotizante, é geralmente referida como Streptococcus pyogenes, embora outras bactérias também possam causar infecções semelhantes.


O termo médico para essa condição é fasciite necrosante, e trata-se de uma infecção bacteriana grave que se espalha rapidamente pelos tecidos moles do corpo, incluindo a pele, o tecido subcutâneo e a fáscia muscular.


Essa infecção pode ser fatal se não for tratada rapidamente. A bactéria geralmente entra no corpo através de uma ferida aberta, lesão na pele ou cirurgia.


Ela também pode ocorrer em pessoas com sistema imunológico enfraquecido ou em áreas onde ocorreram desastres naturais, resultando em contaminação da água ou solo.

Por R7




1.223 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page