top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

SC enfrenta escalada da dengue e passa dos 100 mil casos prováveis em 2024

Santa Catarina ultrapassou a marca de 100 mil casos prováveis de dengue. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o aumento foi de 188% este ano. Ao todo, 260 cidades registraram casos prováveis da doença, e 51 pessoas morreram. Os dados são da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), e contabilizam os casos do começo de 2024 até essa quarta-feira (3).


A Secretaria de Estado da Saúde (SES) alerta para a importância da hidratação intensa logo após os primeiros sintomas da doença aparecerem, como forma de evitar o agravamento da doença. A dengue é uma das principais condições que têm causado superlotação nos hospitais catarinenses.

— A dengue pode levar o corpo a ter uma perda de líquido. Por isso, é necessária a reposição adequada para evitar um agravamento do quadro — destaca João Augusto Brancher Fuck, diretor de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina.


Além disso, não há remédio específico para a dengue, mas alguns anti-inflamatórios como a aspirina, ibuprofeno e naproxeno não devem ser tomados por quem está com a doença. A recomendação é não se medicar por conta própria.


Brasil passa de mil mortes por dengue


O Brasil superou a marca de mil mortes por dengue de janeiro até essa quarta-feira (3).


Conforme o Painel de Arboviroses do Ministério da Saúde, foram registrados 1.020 óbitos pela doença no país. Em todo o ano de 2023, foram 1.079 mortes pela doença. Conforme o painel, 1.531 mortes estão sob investigação e os casos somam 2,6 milhões.

*Com informações da Agência Brasil.



391 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page