top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Santa Catarina tem mais de 60 mil motoristas com exame toxicológico atrasado

Dados da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) apontam que 60.787 mil condutores de Santa Catarina estão com o exame toxicológico vencido há mais de 30 dias. O número corresponde a 12,30% do total de motoristas registrados no Estado nas categorias C, D e E, para as quais o teste é obrigatório. 


Segundo o levantamento, Santa Catarina está no quinto lugar no ranking do número de motoristas com exames atrasados. O Estado perde apenas para São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro. Para o presidente do Detran/SC, Kennedy Nunes, o número não é considerado alto no Estado, entretanto, é importante o motorista estar atento aos prazos para ficar regularizado.

— As carteiras que vencem de janeiro a junho tem de fazer a renovação até o dia 31 de março. As carteiras que vencem do mês sete ao mês 12, a renovação é até 30 de abril. A partir do dia 30 de maio todos vão ser multados — conta.

De acordo com o Ministério dos Transportes, o exame toxicológico utiliza amostras de cabelo, pelo ou unhas na análise destinada à verificação do consumo, ativo ou não, de substâncias psicoativas.  


Com o teste, é possível avaliar o que foi consumido pela pessoa nos 90 dias que antecederam a coleta.

— Se você observar, morrem mais pessoas no mundo de acidente de trânsito do que de guerra. [….] O exame toxicológico é uma proteção aos motoristas e aos outros também — afirma o presidente.


Motoristas com exame toxicológico atrasado por estados 


  • São Paulo – 335.822 

  • Minas Gerais – 117.068

  • Paraná – 96.605

  • Rio de Janeiro – 65.514

  • Santa Catarina – 60.787

Novo prazo para realizar o exame 


No cenário nacional, quase três milhões de condutores das categorias C, D e E em todo Brasil estão com o exame toxicológico atrasado, apontam dados do Senatran.


 Devido à quantidade significativa, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prorrogou o prazo para que os motoristas regularizem a situação. 


O objetivo do órgão é zerar o número de condutores que não conseguiram regularizar a situação até 28 de janeiro, data inicialmente prevista para que a irregularidade começasse a ser convertida em multa, e será feita de forma escalonada.


Confira o cronograma  


  • Condutores com validade da CNH entre janeiro e junho terão até 31 de março para realizar o exame toxicológico;

  •  Condutores com validade da CNH entre julho e dezembro terão até 30 de abril para realizar o exame toxicológico. 


Com a medida, motoristas flagrados dirigindo veículos das categorias C, D ou E com o exame toxicológico vencido por mais de 30 dias serão multados a partir de 1º de maio, caso a validade da CNH expire entre janeiro e junho. 


Para os motoristas cuja CNH expira entre julho e dezembro, as multas começam a ser aplicadas a partir de 31 de maio. A penalidade de multa para as infrações previstas na Lei 14.599/2024 – que estabelece a obrigatoriedade do teste – é de natureza gravíssima (cinco vezes), no valor de R$ 1.467,35, e resulta em perda de sete pontos na CNH.

Por NSCTotal



9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page