• Caroline Sacardo

Russos atacam a maior usina nuclear da Europa

A maior central nuclear da Europa foi bombardeada pelos russos, na noite desta quinta-feira, 03. Após o ataque, um dos prédios do complexo que fica perto da cidade de Enerhodar, na beira de uma represa no rio Dnieper, pegou fogo, mas de acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), apesar dos danos, não houve mudança nos níveis de radiação.


Em comunicado a AIEA, informou que forças russas assumiram o controle do local da central nuclear de Zaporiyia; mas que os sistemas de segurança dos seis reatores da central não foram afetados e não houve emissão de material radioativo. Duas pessoas ficaram feridas.


IMAGEM ILUSTRATIVA/Foto: Ministério do Interior da Ucrânia


A central nuclear é responsável pela produção de um quarto da energia da Ucrânia. Construída entre 1984 e 1995 e é a 9° maior complexo do mundo.


Antes do bombardeio, a Ucrânia alertou a (AIEA) que algo poderia acontecer, no momento em que tanques e infantaria russos estavam próximos da cidade de Enerhodar, a poucos quilômetros da central.


Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, o diretor geral da AIEA, Rafael Mariano Grossi, pediu a suspensão imediata do uso da força em Enerhodar e perto da central. Ele destacou que a agência continuava ajudando Kiev para garantir a segurança das instalações nucleares da Ucrânia.


Antes mesmo do anúncio de que os russos tomaram o controle do complexo, a AIEA informou que o equipamento essencial da usina não foi afetado pelo incêndio.


Com informações do G1

113 visualizações0 comentário