top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Reservas do Grêmio perdem para o The Strongest na estreia da Libertadores

O início da caminhada pelo tetracampeonato da Libertadores começou com derrota. Nesta terça-feira à noite, na altitude de La Paz, os reservas do Grêmio foram superados pelo The Strongest (BOL) por 2 a 0, no Hernando Siles. Ursino e Triverio marcaram para os bolivianos.


Na próxima terça-feira, às 19h, o Tricolor recebe o Huachipato (CHI), na Arena, pela segunda rodada do Grupo C.


No confronto entre os suplentes tricolores e a baixa qualidade dos bolivianos, o nível técnico da partida sofreu. Mesmo com a vantagem local, o The Strongest forçou pouco a velocidade, mas os gremistas não conseguiram aproveitar as chances na falha marcação adversária.


Gol sofrido cedo e dificuldades na altitude


Como era esperado, o The Strongest começou melhor e dominou os primeiros minutos no Hernando Siles. Aos 10, Daniel Lino tentou o cruzamento da esquerda, mas a bola foi direto no gol. Para a sorte gremista, ela tocou no travessão de Marchesín e foi para fora.


Na segunda chegada, cinco minutos mais tarde, os Tigres abriram o placar. Mais uma vez pela esquerda, Daniel Lino cruzou e Ursino, sozinho na segunda trave, desviou de cabeça no ângulo direito, sem chances para o goleiro argentino: 1 a 0.


A partir do gol sofrido, o Grêmio acordou e passou a ter mais presença ofensiva, principalmente pelo lado esquerdo com Nathan Fernandes. Aos 29, o Tricolor finalizou pela primeira vez com João Pedro Galvão, após passe de Galdino. Viscarra fez a defesa sem muita dificuldade.


Aos 36, Nathan Fernandes recebeu em velocidade pela esquerda, cortou para o meio e chutou à esquerda da meta dos donos da casa. O The Strongest quase aumentou aos 43, quando Ortega invadiu a área a dribles e bateu para grande defesa de Marchesín.


Tricolor melhora, mas sofre o segundo gol


Na volta para o segundo tempo, o Tricolor quase empatou. Logo com um minuto, João Pedro Galvão finalizou, Viscarra soltou e Everton Galdino bateu em cima do arqueiro boliviano. Aos 8, Galdino avançou pela meia direita e soltou a bomba para boa defesa de Viscarra.


Para dar mais fôlego ao time, Renato Portaluppi promoveu as entradas de Cheron e Zé Guilherme. Porém, não surtiu efeito, já que os donos da casa aumentaram a vantagem dez minutos depois. Aos 27, Ursino cobrou falta, Marchesín fez defesa espetacular − a bola ainda tocou na trave. Na sobra, Amoroso cruzou e Triverio tocou de cabeça para o gol: 2 a 0. Arrascaita ainda quase fez o terceiro no final.


Libertadores 2024 – Grupo C


The Strongest 2

Viscarra; Daniel Rojas (Aimar), Jusino, Caire e Lino; Ursino, Waynar, Ortega (Vitor Cuellar), Rodrigo Ramallo (Joel) e Arrascaita; Triverio (Miranda). Técnico: Pablo Lavallén.

Grêmio 0

Marchesín; Fabio, Gustavo Martins, Natã e Wesley Costa (Zé Guilherme); Dodi e Du Queiroz; Galdino (Besozzi), Nathan (Cheron e Ronald) e Nathan Fernandes (Riquelme); João Pedro Galvão. Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Ursino (15min/1°T) Triverio (27min/2°T).

Cartões amarelos: Rojas e Pablo Lavallén (The Strongest)

Árbitro: Juan Gabriel Benítez (PAR-Fifa)

Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR-Fifa) e Eduardo Britos (PAR-Fifa)

VAR: Derlis López (PAR-Fifa)

Data e hora: 02 de abril, terça-feira, às 21h

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL)

Por Correio do Povo



466 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page