• Bruno Ramos

Pena de motorista que causou acidente em Caibi pode chegar a 12 anos

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Caibi, concluiu a investigação do acidente que envolveu um caminhão da Casan e matou dois jovens no dia 3 de março. Na tarde daquele dia, tubos se desprenderam do caminhão, na SC-283, em Caibi, e atingiram os jovens, que trafegavam com carro e morreram no local.


Após ouvir testemunhas, analisar documentos e fazer exames periciais por meio do IGP, foi possível atestar que o condutor do veículo da Casan foi o causador do acidente. O caminhão transportava indevidamente a carga de 50 tubos, que pesava 12 toneladas e foi amarrada com menos cintas do que o exigido pela legislação.


Apurou-se que o condutor trafegava em velocidade acima do permitido na via quando a carga se desprendeu. Logo após o acidente, o motorista ainda fez exame de bafômetro que atestou o consumo de bebida alcoólica. Desta forma, ele foi indiciado pela prática de dois homicídios culposos, qualificados pela embriaguez, cuja pena pode chegar a 12 anos de prisão e suspensão do direito de obter habilitação para dirigir novamente.


O inquérito policial foi encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, para prosseguir a ação penal.





Via: Rádio Peperi

2 visualizações0 comentário