• Caroline Sacardo

ONG Ame Bicho sinaliza dificuldades financeiras e pode encerrar atividades em Maravilha

A ONG Ame Bicho de Maravilha está passando por sérias dificuldades financeiras. A dívida alta que está totalizada hoje em R$18 mil com clínicas veterinárias impede a realização de novos atendimentos. Além da situação financeira, a ONG também passa por problemas na situação física, devido a falta de espaços e lares temporários para o abrigo de animais em situação vulnerável.


Os integrantes da ONG relatam estar psicologicamente abalados, a maioria sem condições de continuar com o trabalho. Uma delas chegou a ter 30 cães em sua casa, um número bem maior do que conseguiria cuidar.


Com seis lares temporários, a ONG Ame Bicho comporta hoje mais de 200 animais. Um dos responsáveis por um lar temporário, localizado no entroncamento na BR 158 com a BR 282, relatou problemas com danos materiais e reclamações por parte dos vizinhos e tem poucos dias para retirada de 44 animais do local.


Recentemente a Prefeitura de Maravilha, confirmou um repasse mensal de R$5 mil para a ONG, mas segundo os voluntários, o valor não é suficiente nem mesmo para suprir a quantidade de ração necessária para todos esses animais em lares temporários.


A situação piora devido o aumento de animais na rua, animais abandonados, animais sem atendimento, animais propícios a doença, além de que todos os voluntários tem seus respectivos empregos e não recebem pelos trabalhos prestados a ONG.


A solução, segundo os voluntários, seria o poder público assumir a ONG, caso isso não ocorra, em três meses a ONG estará encerrando os trabalhos e dando baixa no CNPJ. Uma situação que poderia ser evitada caso o ser humano tivesse mais cuidado com os animais, é o que concluem as pessoas que trabalham na ONG hoje.


248 visualizações0 comentário