• Caroline Sacardo

Matriz de Risco para Covid-19 não tem região no risco gravíssimo pela primeira vez

A Matriz de Risco que mede o índice de infecção por Covid-19 em Santa Catarina não indica região no risco gravíssimo (cor vermelha) e nem no risco grave (cor laranja) pela primeira vez desde que o mapa começou a ser divulgado pelo governo do estado. A matriz divulgada neste sábado, dia 9, aponta 13 regiões com risco potencial alto (cor amarela) e quatro com risco potencial moderado (cor azul).

As regiões do Alto Uruguai Catarinense e Vale do Itapocu mantiveram a classificação de risco moderada da semana passada, e as Regiões do Alto Vale do Rio do Peixe e Serra Catarinense passaram a ser classificadas como risco moderado, refletindo a melhora nos indicadores de transmissibilidade e capacidade de atenção.

A região Oeste, que estava classificada como risco grave na semana passada, passou a figurar, juntamente com outras 12 regiões, como risco alto. Para isso, foi fundamental a melhoria no indicador de transmissibilidade, com uma redução no índice de casos infectantes e na taxa de transmissão da Covid-19 nos municípios da região.


As regiões em risco alto são Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Extremo-Oeste, Extremo Sul, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio-Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte e Xanxerê.


Foto: Divulgação/Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina


Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina


6 visualizações0 comentário