• Vinicius Ventura

Maravilha completa 63 anos de emancipação político administrativa

Maravilha é um município localizado no Extremo Oeste de Santa Catarina, a 606 metros acima do nível do mar. Clima Mesotérmico úmido, com as 4 estações bem definidas. Com área geográfica de 170,339 km². Fazendo limites ao Norte, com São Miguel da Boa Vista, Tigrinhos e Bom Jesus do Oeste; ao Sul, com Cunha Porã e Iraceminha; ao Leste, com Modelo e ao Oeste, com Flor do Sertão. E a População estimada do município é de 26.116 pessoas segundo a estimativa do IBGE, 2020.


No início do século XX, as terras do Oeste de Santa Catarina, eram tomadas 90% por florestas. Com as novas companhias territoriais colonizadoras, as terras foram sendo ocupadas. Onde hoje é o município de Maravilha, as ofertas eram da Companhia Territorial Sul Brasil.


No ano de 1956, Maravilha virou Distrito, desmembrando do Distrito de Cunha Porã. Maravilha cresceu rapidamente, destacando-se na agricultura, comércio e indústria de madeiras. O impulso colonizador foi tão acentuado que, em apenas nove anos, a "mancha de pinhais" dava lugar à cidade!


Maravilha tornou-se município, através da Lei Estadual nº 348, de 21.06.1958. A instalação oficial ocorreu no dia 27.07.1958, data em que se comemora o Dia do município.


Como parte do processo de construção do lugar geográfico Maravilha, algumas denominações e símbolos foram criados no processo histórico do município. Neste complexo que representa o município, seu nome, segundo os relatos históricos, tem origem na chegada das expedições de funcionários da Companhia Territorial Sul Brasil que se encantaram com as belezas naturais do lugar.


Depois de um cansativo trecho, chegando no alto do morro – na entrada da futura cidade – ao avistarem, lá embaixo, a copada dos pinheiros, arrancou-lhes as exclamações, ao natural: “que MARAVILHA! ”, “é uma MARAVILHA! ”. E de tanto se repetir, com o tempo acabou por originar o nome do lugar.

Esta é uma possível compreensão do nome do município apresentada por Gialdi (2003) tendo por base entrevistas e relatos históricos de pessoas que trabalhavam para a companhia territorial Sul Brasil. Este nome – Maravilha – assim, está ligado à presença abundante da Araucária Angustifolia na região do município, na época do início da colonização.


Vista aérea do município - Foto: Divulgação/Redes Sociais


Três núcleos deram inicio à colonização de Maravilha: Os trabalhadores e empreiteiros da Companhia Territorial Sul Brasil, que vieram abrir estradas, medir e vender terras; As duas primeiras serrarias localizadas no atual trevo de acesso à cidade e atrás da atual garagem da Prefeitura, cada qual formando sua vila; Os colonizadores gaúchos que vieram formar o núcleo central da futura cidade, na época a "Sede Maravilha".


Se tratando de dados econômicos, quanto aos ganhos dos habitantes, a renda média dos habitantes de Maravilha é de 2,2 salários mínimos (IBGE, 2020) o que totaliza em valores atuais aproximadamente R$ 2.299,00 reais.


Acerca dos níveis de ensino, Maravilha possui 24 escolas, sendo que 23 delas estão concentradas na cidade (QEDU, 2018) e apenas uma está na área do campo.


Quanto a saúde, atualmente a estrutura do Hospital São José atende uma demanda regional de municípios conveniados que somam aproximadamente 42 mil habitantes. Já a rede municipal conta com oito unidades de saúde que estão localizadas nos seguintes locais: três delas junto ao Centro de Saúde Municipal ao lado da Prefeitura, no centro; uma no bairro Estrela; uma no bairro Floresta, uma no loteamento Nosso Sonho; uma no bairro Bela Vista e uma no Novo Bairro.




Nos escritos “Maravilha, nossa gente, nossa história”, iremos apresentar memórias que tornam a História maravilhense tão singular. Esperamos que você aproveite e goste.


Por Vinicius Ventura, professor e historiador.



AVISO: A Difusora preza pelo jornalismo com credibilidade e imparcialidade dando espaço para colunas independentes, o conteúdo postado é livre e não reflete necessariamente o posicionamento da emissora.



22 visualizações0 comentário