• Caroline Sacardo

Liberdade de expressão não abrange 'violências e ameaças', diz Fux

O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou durante a abertura da sessão desta quinta-feira, 02, que a liberdade de expressão não abrange "violências e ameaças".

Em discurso em defesa da democracia, Fux afirmou que o país tem instituições fortes e que o Supremo tem atuado como "ferrenho defensor das liberdades".

"O Supremo Tribunal Federal tem sido um ferrenho defensor das liberdades públicas, como demonstram, exemplificativamente, as decisões judiciais que garantiram a realização de diversas manifestações públicas em momentos históricos do país; bem como declararam a nulidade de decisões da Justiça que impediam a livre manifestação político-eleitoral em universidades públicas", declarou Fux.


Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF

Em seguida, o presidente do STF afirmou:

"Esta Suprema Corte – guardiã maior da Constituição e árbitra da Federação – aguarda que os cidadãos agirão em suas manifestações com senso de responsabilidade cívica e respeito institucional e cientes das consequências jurídicas de seus atos, independentemente da posição político-ideológica que ostentam. Num ambiente democrático, manifestações públicas são pacíficas. Por sua vez, a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças", completou.

Conforme o presidente do STF, as liberdades públicas não são "benesses concedidas pelo Estado e nem por seus governantes", mas, sim, "vitórias históricas dos cidadãos brasileiros, dos quais se espera cuidado para com os próprios direitos fundamentais".


Fonte: G1

5 visualizações0 comentário