top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Kodak volta com câmera instantânea Mini Shot Retrô

Tendência das câmeras analógicas! A Kodak voltou ao mercado brasileiro com lançamento da linha Mini Shot Retrô.


Essa é para os nostálgicos apaixonados por fotografia! Com uma tendência impulsionada pela geração Z, a Kodak anunciou oficialmente o retorno ao Brasil com o lançamento de duas câmeras da linha Mini Shot Retrô.


Elas prometem combinar o estilo retrô com tecnologia moderna, e além de câmeras fotográficas, também funcionam como impressoras integradas. Ou seja, dá pra tirar foto direto do aparelho e imprimir instantaneamente, ou enviar suas fotos do celular para impressão.


Com um histórico de sucesso nos Estados Unidos, a linha já vendeu milhões de unidades e agora busca conquistar o mercado brasileiro. As câmeras estão disponíveis na Fast Shop, tanto nas lojas físicas quanto online, com preços competitivos que variam entre R$ 1.599 e R$ 1.699.


Especificações das câmeras


Os dois modelos lançados – a Mini Shot 2 Retrô e Mini Shot 3 Retrô – apresentam características semelhantes.


Equipadas com um sensor OmniVision de 10 MP e uma lente grande-angular de 25,4 mm, as câmeras capturam imagens com resolução de 3.872 x 2.592 pixels.


A tecnologia de impressão Dye Sublimation, utilizada comumente em impressões gráficas, promete uma qualidade de imagem superior, com longa durabilidade devido à base de plástico.



Proporções de impressão diferentes


Cada modelo oferece uma proporção de impressão diferente.

A Mini Shot 3 imprime em formato quadrado (3 x 3), enquanto a Mini Shot 2 imprime no formato de cartão de visita (2,1 x 3,4).

Quem for enviar fotos do celular para imprimir usa o aplicativo Kodak Photo Printer, que oferece uma variedade de efeitos, filtros e até mesmo realidade aumentada.


Onda retrô.


De acordo com Fernando Perfeito, Diretor de Marketing e Vendas da Brazil Electronics, as câmeras estão ganhando espaço no mercado por reunirem nostalgia e modernidade.


“Hoje acontece uma onda retrô, que pode ser vista tanto na cultura, como por exemplo no retorno de filmes como Top Gun, quanto na indústria, por meio do design de produtos como cafeteiras e frigobares. Esse cenário tende a impulsionar o lançamento das câmeras”, explica.


Ainda segundo ele, as novas gerações nativas digitais reconhecem na foto impressa uma novidade.



14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page