• Bruno Ramos

Justiça suspende demissão em massa no Internacional

Após demitir 63 funcionários no início de abril, incluindo profissionais de longa data no clube e ídolos do futebol, o Inter teve a ação suspensa através de uma liminar feita pelo Secefergs (Sindicato do Empregados em Clubes Esportivos e Federações do Rio Grande do Sul).


Foto: Alina Souza / Palácio Piratini


O sindicato entrou com a liminar para suspender as saídas dos profissionais argumentando a não realização dos exames demissionais em seus funcionários. A decisão foi acatada pela juíza Valdete Souto Severo que alegou o clube não poder divulgar crise financeira uma vez que concretizou as contratações de Carlos Palácios e Taison.


Com a decisão, as demissões estão suspensa até que seja comprovada a realização dos exames médicos, ainda, está incluso os testes PCR para Covid-19. Os benefícios dos funcionários, como plano de saúde, são mantidos enquanto perdurar a resolução.

0 visualização0 comentário