top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Janeiro quebra recorde de calor e mundo registra mês mais quente pela 8ª vez consecutiva

Cientistas do observatório europeu Copernicus anunciaram que janeiro de 2024 marcou o oitavo mês consecutivo de recordes de calor na Terra. A temperatura média do ar de superfície foi 13,14°C — 0,70°C acima da média de janeiro de 1991-2020. As informações são do g1


Os cientistas têm registrado um mês mais quente a cada novo período desde junho. E, por causa disso, o observatório europeu confirmou que 2023 quebrou recordes, sendo o mais quente da história, e 2024 continua num ritmo preocupante.


— Reduções rápidas nas emissões de gases de efeito estufa são a única maneira de impedir o aumento da temperatura global — comenta Samantha Burgess, vice-diretora do Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus (C3S).


Além disso, a temperatura média global nos últimos doze meses (fevereiro de 2023 – janeiro de 2024) é a mais alta já registrada: 0,64°C acima da média de 1991-2020 e 1,52°C acima da média pré-industrial de 1850-1900.


Recordes na temperatura do oceano 


Ainda de acordo com o observatório europeu, a temperatura média da superfície do mar global para janeiro atingiu 20,97°C, um recorde para o mês.


Fora isso, desde 31 de janeiro, a temperatura diária do mar alcançou novos recordes absolutos, superando os valores mais altos anteriores de 23 e 24 de agosto de 2023.

Por NSCTotal



12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page