• jornalismo903

Inter visita o Melgar para abrir vantagem nas quartas de final da Sul-Americana


Altitude, estádio cheio e um time que, se não é recheado de craques, apresenta, no mínimo organização. Esses são os obstáculos que o Inter encontrará no Estádio Monumental da Universidad Nacional de San Agustín, em Arequipa, local do primeiro jogo das quartas de final contra o Melgar, nesta quinta-feira, às 19h15min. O objetivo dos colorados é, no mínimo, arrancar um empate fora de casa, para poder administrar o jogo de volta, na próxima quinta-feira, no Beira-Rio, passando para a próxima fase com alguma tranquilidade.


"Será um jogo difícil, mas a gente vai entrar em campo com o objetivo de vencer", observa o atacante Wanderson, que terá em campo os mesmos companheiros que começaram contra o Atlético-MG, domingo passado. Ou seja, apesar de Taison e Alan Patrick estarem recuperados de lesão muscular, Mano Menezes deve optar pela manutenção de Maurício no meio-campo. Eles esperam uma chance no banco. Nas demais posições, o time colorado também está praticamente confirmado.


Arequipa, onde a delegação colorada desembarcou na quarta-feira à tarde, após treinar em Lima, fica a 2,3 mil metros acima do nível do mar. Além disso, o Melgar, apesar de ser apenas o sexto colocado no campeonato peruano, tem três vitórias em quatro partidas na competição. O técnico Pablo Lavallén não definiu o time, já que vários jogadores não treinaram nos últimos dias devido a um surto de gripe. O destaque é o centroavante argentino Bernardo Cuesta, que tem 16 gols em 29 jogos na temporada. Ele é, inclusive, o artilheiro da Copa Sul-Americana com oito tentos.


O Inter constrói uma campanha razoável dentro do Campeonato Brasileiro, mas há um fato que faz o clube como um todo pender para a Copa Sul-Americana, atribuindo-lhe um peso de prioridade: apenas quatro jogos separam o clube da final, que será disputada em partida única, marcada para o Estádio Mario Kempes, em Córdoba, na Argentina, em 1º de outubro.


Além disso, a cada passagem de fase, o Inter arrecada um valor em premiações. Para jogar as quartas, por exemplo, o clube receberá R$ 2,8 milhões. Se chegar à semifinal, ganha mais R$ 3,8 milhões e, caso seja campeão, embolsará, só pelo título, sem contar com as premiações de cada fase, R$ 23,7 milhões. Somando-se todas as fases, o dinheiro recebido em premiações equivale, mais ou menos, à venda de um atleta promissor.


Fonte: Correio do Povo

18 visualizações0 comentário