• Globo Esporte

Indefinição sobre futuro motivou pedido de saída de Guerrero

Empresário do atleta, Vinicius Prates, afirma que jogador pediu rescisão contratual com o Inter

A notícia do pedido de rescisão contratual de Paolo Guerrero pegou o Inter de surpresa na calada da noite do último sábado. Mais do que a intenção de encerrar o vínculo com o clube, a atitude tomada pelo empresário do atleta, Vinicius Prates, expressou o incômodo do centroavante com a indefinição de seu futuro.


Foi do agente que partiu a informação sobre o pedido de rescisão. E foi ele também que emitiu nota oficial, já no dia seguinte, para oficializar a insatisfação do peruano com " declarações públicas" de dirigentes sobre a "situação contratual do atleta". A nota fala até em "falta de respeito".

Passados dois dias, Paolo Guerrero não se manifestou – nem pretende – sobre o assunto. O atacante foi ao CT do Parque Gigante no domingo e na segunda-feira para seguir o tratamento de uma tendinite no joelho direito (o mesmo operado).

Guerrero atacante do Inter — Foto: Ricardo Duarte / Internacional


Todos no ambiente do clube garantem que ele não dá amostra alguma de descontentamento no dia a dia de trabalhos. Pelo contrário. Tanto que a notícia do pedido de rescisão pegou não só a diretoria, como até jogadores de surpresa.


Entre os dirigentes, a maneira com que a situação foi conduzida pelo empresário, via imprensa, causou desconforto e irritação. Especialmente às vésperas de uma decisão pelo Gauchão, com derrota por 1 a 0 para o Juventude no jogo de ida da semifinal.


Mas conforme apurou o ge, Guerrero está incomodado com a indefinição de seu futuro, a oito meses do fim de seu vínculo com o Inter. Aos 37 anos, o jogador gostaria de ter certeza das intenções e planos do clube para a sua carreira.


O centroavante está disposto a abrir mão do restante dos valores que tem a receber do Inter – cerca de R$ 5 milhões – para rescindir seu contrato. Da mesma forma, não descarta e aceitaria uma proposta de renovação, a depender dos termos.


Mas pelo que foi apurado, esta opção é pouco provável. Do outro lado, o Inter bate o pé e não abre mão de receber o valor previsto na multa rescisória, em caso de ruptura. A cifra está na casa dos 2,5 milhões de dólares (R$ 13,5 milhões).


Inter e Guerrero querem definir a situação o mais breve possível. O empresário do atleta e o próprio jogador aguardam o chamado da diretoria colorada para uma reunião que irá bater o martelo sobre o futuro. Isso ocorrerá até o final desta semana.


No Inter desde 2018, Guerrero soma 61 jogos com 31 gols marcados. São seis aparições, com um gol, em 2021. O atacante tem contrato com o clube até o final do ano.

0 visualização0 comentário