• Caroline Sacardo

Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira em SP

Segundo os bombeiros, fogo começou quando empresa terceirizada fazia manutenção do ar-condicionado


Um incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, nesta quinta-feira, dia 29. O fogo foi controlado pelos bombeiros por volta das 19h45.

No local há um conjunto de galpões, de cerca de 6.356 m² de área construída, onde parte do acervo da Cinemateca Brasileira é guardado. O incêndio não ocorreu na sede da Cinemateca Brasileira, que fica na Vila Mariana.

“O fogo controlado significa que o fogo está confinado. A erradicação está mais próxima. O incêndio só será apagando completamente quando parar de subir fumaça branca. Não temos nenhum ferido”, afirmou à GloboNews Robson da Silva Bertolotto, diretor da Defesa Civil de São Paulo.

A administração do órgão está sob responsabilidade do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, em Brasília. Em nota, a secretaria informou que "lamenta profundamente e acompanha de perto o incêndio" e que foi pedida uma investigação à Polícia Federal para apurar as causas do fogo.

Em entrevista à TV Globo, a diretora-executiva da Sociedade Amigos da Cinemateca, Maria Dora Mourão, disse que o galpão atingido pelo fogo era o único em uso dentre os galpões da Cinemateca. No local são armazenados documentos e filmes de longas e curta-metragens, um "acervo relevante", além de equipamentos.


Segundo a capitã dos bombeiros Karina Paula Moreira, o fogo teria começado durante uma manutenção do ar-condicionado que estava sendo realizada por uma empresa terceirizada contratada pelo governo federal. Uma faísca teria dado início ao fogo, e a empresa não conseguiu controlá-lo.


"O incêndio começou em uma das salas de acervo histórico de filmes que fica no primeiro andar. Essa parte é dividida entre três salas, uma delas com acervo de filmes entre 1920 e 1940 e uma das salas de arquivo impresso, também histórico. Estamos levando o que foi queimado e preservado dentro dessas três salas - provavelmente nada. Porém, no andar térreo, tem uma parte grande do acervo histórico que não foi atingida”, afirmou.


Incêndio em galpão da Cinemateca, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo - Foto: Reprodução/TV Globo

9 visualizações0 comentário