• Caroline Sacardo

Homem desacata profissional da saúde por não poder tomar vacina

A Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de desacato na tarde desta terça-feira (29), por volta das 16h46, no Parque de Exposições de Concórdia. O local é um ponto de vacinação da Covid-19. A vítima, uma enfermeira, responsável pela vacinação da Covid-19 no Parque de Exposições, relatou aos policiais que um homem foi até o local para se vacinar com um cartão do SUS cadastrado em outro município. Ao ser informado que não poderia se vacinar no município de Concórdia, o suspeito lhe proferiu vários insultos e atirou a carteirinha do SUS em direção a profissional da saúde, conforme relata o boletim policial.


O suspeito afirmou que não sairia do local, porém após a afirmação, de acordo com o relato, saiu em alta velocidade. A mulher se sentiu desacatada devido a sua atuação pública, ocorrido em frente aos demais presentes que estavam na fila da vacina, em função disso acionou a Polícia Militar. O boletim policial relata que o fato foi presenciado por diversas pessoas que estavam no local.


O suspeito do desacato relatou que é morador de Concórdia, que se cadastrou no site da prefeitura para fazer a vacinação contra a Covid-19 e ao chegar no Parque de Exposições onde é feita a vacina. O homem conta que entregou os documentos e que foi informado que não poderia receber o imunizante por caso de não ser cadastrado em Concórdia, que se negou a retirar o veículo enquanto não recebesse a vacina, aguardou mais um momento, após conversa com os demais envolvidos não conseguiu sucesso em receber a dose.


Posteriormente, de acordo com o boletim, o homem informou a Polícia Militar através do 190 que estaria retornando e compareceu novamente no local do fato. Diante dos fatos, o autor incorreu no crime de desacato contra os funcionários públicos em exercício da função e se comprometeu a comparecer em juízo, em audiência no Fórum da Comarca de Concórdia.


Fonte: ClicRDC

26 visualizações0 comentário