• Caroline Sacardo

Homem acusado de matar o cunhado é encontrado morto no presídio em Chapecó

O Diretor do Complexo Penitenciário de Chapecó Alecsandro Zani por meio de equipe de Plantão, informou que por volta das 5h30 desta quinta-feira (03), apenados de cela encontraram Adelar Pedroso, de 47 anos, sem os sinais vitais e acionaram os agentes de plantão. As causas da morte e demais providências legais serão investigadas. O apenado estava alocado no Presídio Masculino de Chapecó.


A Polícia informou que Adelar era cunhado da vítima identificada como um homem de 42 anos, morto em Chapecó. Segundo a PM, Pedroso teria praticado o crime por conta de um desentendimento familiar.


Entenda o caso


A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó prendeu preventivamente, no dia 25 de janeiro de 2021, Adelar Pedroso. Ele é suspeito de matar a tiros, Ivan Rodrigo Argenta, no dia 04 de janeiro de 2021, na avenida Getúlio Vargas, no Centro de Chapecó.


Segundo a Polícia Civil, após investigações, foi identificado que Adelar havia cometido o crime. Depois de um mandado de prisão ser expedido, os policiais realizaram diligências para encontrar o suspeito, mas ele não foi localizado. Conforme a Polícia Civil, a partir disso, Adelar foi considerado como foragido.


No dia 23 de janeiro, devido ao interesse público e com a autorização judicial, a Polícia Civil divulgou fotografias do suspeito para os veículos de imprensa, pois, conforme a Polícia Civil, “só com o auxílio da comunidade seria possível capturá-lo”.


Ainda em 25 de janeiro, depois de ampla divulgação feita pela imprensa e pela sociedade em geral, o suspeito se apresentou na sede da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira de Chapecó (DIC-Fron) e foi preso preventivamente.


Foto: Policia Civil/Reprodução


Conforme a Polícia Civil, após ser preso, Adelar novamente fez uso do direito constitucional ao silêncio. Após as formalidades legais, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Chapecó. A Polícia aguardava a apresentação dos laudos pertinentes por parte do Instituto Geral de Perícias.


O crime


O crime contra Ivan, aconteceu no dia 4 de janeiro de 2021, por volta das 18h, na Avenida Getúlio Vargas, no centro de Chapecó.


Conforme a Polícia Civil, a vítima veio a óbito devido aos ferimentos causados por disparos de arma de fogo. O suspeito, que é natural de Chapecó, se apresentou à Polícia dois dias após o crime – no dia 6 de janeiro – acompanhado por um advogado. Na ocasião, ele foi formalmente interrogado, mas optou ficar em silêncio.


Após investigações, a Polícia Militar informou que o possível autor do homicídio é cunhado da vítima identificada como um homem de 42 anos. Segundo a PM, o autor, Adelar Pedroso, teria praticado o crime por conta de um desentendimento familiar.

424 visualizações0 comentário