• Caroline Sacardo

Grêmio perde para o Corinthians na Arena e segue na zona de rebaixamento

O Grêmio voltou a complicar muito sua situação no Brasileiro. Tinha chance de deixar a zona do rebaixamento, na noite deste sábado, mas marcou passo. Voltou a jogar mal e perdeu para o Corinthians por 1 a 0 na Arena. Com o resultado, o Tricolor segue na 17ª colocação, com apenas 16 pontos ganhos.


O único gol do jogo foi marcado no segundo tempo. Jô, de cabeça após cobrança de falta, venceu a zaga do Grêmio e definiu a vitória para os visitantes. Com o jogo contra o Atlético-MG adiado, o Grêmio volta a campo apenas no domingo, 12 de setembro, quando enfrenta o Ceará, às 11h. A partida, válida pela 20ª rodada do Brasileirão, acontece na Arena.


Mesmo com Geromel e Kannemann entre os relacionados, a zaga titular foi formada pelos jovens Ruan e Rodrigues. No meio, a volância foi formada por Thiago Santos e Villasanti, com Campaz começando entre os onze pela primeira vez. Na esquerda, o substituto de Douglas Costa, lesionado, foi Ferreira.

O Grêmio começou a partida ocupando o campo do Corinthians, e as primeiras chances foram do Tricolor. Logo aos 6 minutos, após cobrança de falta alçada na área, Ruan cabeceou livre. Ela passou à esquerda do goleiro Cássio, com muito perigo. Minutos depois, também na bola área, foi a vez de Borja levar perigo.


Mais uma vez, Villasanti fez bom começo de jogo. O volante desarmou bem atrás, começando as jogadas, e aparecendo bem na frente. Ele combateu também na marcação alta, apertando a saída de bola e dificultando a vida do Corinthians.


O jogo, no entanto, teve poucas emoções no primeiro tempo. Apesar de se comportar bem tecnicamente, especialmente na marcação, o Tricolor não conseguiu criar muito. Abusou dos cruzamentos, e as finalizações foram, na maioria, sem direção. Assim, o único resultado possível no primeiro tempo foi o 0 a 0 ao intervalo.


Foto: Ricardo Giusti


As duas equipes voltaram com o comportamento muito parecido. E a falta de criatividade permaneceu. Nos primeiros 15 minutos de jogo, nenhuma ação ofensiva aconteceu, e a partida caiu ainda mais de qualidade.


O técnico Felipão, para tentar modificar o cenário, fez duas trocas de uma vez, aos 20 minutos. Colocou Maicon e Léo Pereira nos lugares de Ferreira, que até tentou participar do jogo, e Campaz, que foi muito discreto na sua segunda partida com a camisa do Grêmio.


Ainda assim, a situação pouco se modificou na Arena. A opção, dessa vez, foi a troca de centroavantes. Borja, que até tentou combater e sair da área para buscar jogo, deixou o campo para a entrada de Diego Souza.


Mas o Grêmio acabaria castigado pela própria inoperância ofensiva. Em bola parada, o Corinthians chegou ao gol. Após cobrança de falta no lado esquerdo de ataque, sofrida por Jô, a bola foi levantada na área, e o próprio atacante venceu Ruan, ganhando pelo alto e testando para o fundo da rede de Chapecó.


A situação ficou ainda pior para o Grêmio no lance do gol. Maicon foi reclamar com o árbitro Ricardo Marques Ribeiro e protestou acintosamente. O árbitro optou por mostrar cartão e, assim, deixar o Grêmio com um a menos nos minutos finais. Abalado emocionalmente, o Tricolor não demonstrou poder de reação, perdeu em casa e seguiu na zona de rebaixamento do Brasileirão.


Fonte: Nicholas Lyra/Correio do Povo

2 visualizações0 comentário