• Caroline Sacardo

Grêmio bate o Vitória por 3 a 0 e encaminha vaga nas quartas da Copa do Brasil

Mais uma vez, o Grêmio se deparou com uma situação em que era necessário virar a chave. E conseguiu. Na noite desta terça-feira, venceu o Vitória por 3 a 0, no Barradão, em Salvador, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e afastou um pouco a pressão vivida com a zona de rebaixamento do Brasileirão. Com o resultado, o Tricolor pode perder por até um gol de diferença para avançar às quartas de final.


Na etapa inicial, Ricardinho anotou, mas a confirmação ocorreu oito minutos depois, por conta do VAR. No segundo tempo, Léo Pereira e Diogo Barbosa definiram o placar.


Agora, o Tricolor volta as atenções ao Brasileirão. No sábado, enfrenta o Red Bull Bragantino, às 21h, no Nabi Abi Chedid, pela 14ª rodada. O confronto de volta contra o Vitória acontece na próxima terça-feira, às 19h, na Arena.

Foto: Lucas Uebel


Primeiro tempo marcado por demora do VAR


Na tentativa de virar a chave e buscar um resultado positivo em uma competição de mata-mata que o Tricolor conhece tão bem, Felipão voltou ao esquema tradicional, abrindo mão do 3-5-2 do confronto diante do América-MG. No entanto, não teve o retorno de Geromel, e a dupla de zaga foi formada por Rodrigues e Ruan. Na esquerda, Bruno Cortez, e Jean Pyerre esteve na armação das jogadas, municiando Alisson, Leo Pereira e Ricardinho, substituindo o lesionado Diego Souza. Lucas Silva foi o capitão.


Mesmo sem muita criatividade, já que a transição segue lenta, foi o Grêmio quem começou com a bola no ataque, criando suas chances. Antes dos 15, já havia finalizado cinco vezes. Com perigo, foram duas: uma com Jean Pyerre, em uma bola que espirrou e rendeu uma sequência de escanteios, e depois com Darlan, obrigando Lucas Arcanjo a fazer uma defesa.


O Grêmio chegaria ao gol aos 30, mas levaria oito longos minutos até ser confirmado. Lucas Silva fez jogada na direita, e alçou bola para a área. Alisson dividiu com a defesa do Vitória, e ela sobrou para Ricardinho, meio caído. Por conta da posição duvidosa do atacante, o VAR precisou ser acionado. Depois de muita demora, finalmente o vídeo confirmou o 1 a 0 para o Tricolor no marcador.


A longa paralisação quebrou o ritmo de um jogo que já não era bom. As duas equipes esfriaram e, quando a partida foi retomada, mesmo com longo período de acréscimo, pouco aconteceu. O Grêmio teve mais uma chegada perigosa, em uma cobrança de falta da direita, mas nada suficiente para alterar novamente o placar, que foi para o intervalo no 1 a 0.


Tricolor amplia no segundo tempo


Depois de 45 minutos ruins, o técnico Ramon Menezes promoveu alterações na equipe do Vitória já na volta do intervalo. Foram duas trocas, para desfazer o esquema de 3-5-2 com o qual entrou em campo, por conta dos desfalques. Saíram João Victor e Eduardo para as entradas de Guilherme Santos e Soares. O Grêmio voltou igual.


Mas foi o Grêmio quem abriu vantagem no marcador, pressionando a saída do Vitória aos 9 minutos. Darlan ganhou dividida de cabeça, e a bola virou um passe para Ricardinho. Ele abriu mais uma vez para Léo Pereira, que bateu com categoria na saída do goleiro Lucas Arcanjo para fazer 2 a 0 para o Tricolor.


Em vantagem, Felipão começou a mexer na equipe. Uma das trocas foi a entrada de Pinares no lugar de Jean Pyerre, alteração que já havia sido feita pelo treinador na vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, no Maracanã, pelo Brasileirão.


No fim, o técnico Felipão seguiu fazendo alterações para rodar o time, diante da inoperância do Vitória. O décimo quinto colocado na Série B pouco conseguiu oferecer em termos de soluções ofensivas, e ao Grêmio restou administrar o relógio, inclusive com Victor Bobsin e Diogo Barbosa em campo nos minutos finais. Aos 47, o lateral que entrou anotou e garantiu a vitória por 3 a 0, deixando o time muito perto das quartas de final da Copa do Brasil.


Fonte: Portal Peperi

2 visualizações0 comentário