• Bruno Ramos

Fiscalização interrompe festa com mais de 20 lanchas e show ao vivo

Decreto para frear Covid-19 proíbe que embarcações fiquem encostadas umas nas outras. Além disso, regras vedam aglomerações e eventos sociais.


Uma festa clandestina com 23 embarcações no mar e show ao vivo em um deck flutuante foi interrompida em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, no sábado (17). Os participantes infringiram diversas regras do decreto vigente que busca frear o contágio da Covid-19, como proibição de aglomerações e eventos sociais.


A Polícia Militar e a Capitania dos Portos foram chamadas para verificar uma denúncia de perturbação do sossego e descumprimento de regras do decreto relacionado à pandemia. A festa clandestina ocorria na Praia dos Magalhães, no Bairro Costeira da Armação.


Quando chegaram ao local da festa clandestina no mar, os policiais encontraram 23 embarcações, incluindo o deck flutuante. Dessas, 15 eram lanchas que estavam encostadas umas nas outras, o que é proibido pelo decreto.

  • Veja casos e mortes por Covid-19 em Governador Celso Ramos

  • SC prorroga decreto com medidas para frear Covid; relembre regras



O decreto também limita a ocupação em 50% da capacidade de cada embarcação, o que não estava sendo cumprido por todos os veículos. Os proprietários e marinheiros foram advertidos e precisaram desamarrar os barcos uns dos outros.

Três proprietários de veículos foram autuados e um barco foi apreendido por causa de irregularidades relacionadas à segurança aquaviária.


O organizador do evento vai responder a um termo circunstanciado por perturbação do sossego e por infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

O que diz o decreto?

  • eventos sociais públicos ou privados estão proibidos, inclusive na modalidade drive-in, podendo funcionar apenas de forma online

  • a utilização de embarcações de esporte e recreio fica restrita a um limite de 50% da capacidade, sendo vedado o amadrinhamento (encostar e amarrar) das mesmas

  • fica proibida a aglomeração de pessoas em qualquer ambiente, seja interno ou externo

O atual decreto está em vigor até 6h de 26 de abril.

0 visualização0 comentário