top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Filho do governador Jorginho Mello não será mais secretário em SC

Anunciado na semana passada como secretário de Estado da Casa Civil, Filipe Mello, filho do governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), não ocupará mais o cargo. Conforme o governo, a secretária-adjunta da pasta, Maria Teresinha Debatin, fica no comando da Secretaria de Estado da Casa Civil por enquanto.

 

Filipe fez uma publicação em uma rede social no final da tarde desta terça-feira, dia 9, dizendo que teve uma conversa com o pai sobre o assunto. "Concluímos que devo continuar auxiliando o Governador da maneira que faço hoje. Sem cargo no Governo. Quem nos conhece sabe da relação que temos e sabe que não preciso de emprego", escreveu.

 

A indicação ocorreu após a saída de Estener Soratto (PL), então secretário, que voltou a assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e se prepara para as eleições municipais de 2024. A nomeação de Filipe Mello chegou a ser alvo de ação judicial, com uma liminar suspendendo a nomeação após o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) protestar junto ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). Na tarde de segunda-feira, dia 8, após recurso da Procuradoria-Geral do Estado, a liminar foi derrubada pelo próprio TJSC.


Filipe Mello é advogado, com atuação em Direito Público. Como experiência na gestão pública, exerceu os cargos de secretário de Administração (2005-2006) e secretário da Casa Civil (2017-2018) na Prefeitura de Florianópolis. Também atuou como secretário de Estado do Planejamento (2011-2012), secretário executivo de Assuntos Internacionais (2013 2014) e secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (2014-2016). Também foi membro do Tribunal Tributário do Estado de Santa Catarina e Conselheiro Estadual da OAB/SC.

Por Oeste Mais



25 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page