top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Empresário encontrado morto com esposa em Itapema era cantor sertanejo

O casal encontrado morto neste domingo (14), no Centro de Itapema, Litoral Norte de Santa Catarina, foi identificado como Sérgio Souza Corrêa, de 59 anos, e Eduarda Gorgick, de 24. Sérgio era cantor sertanejo e fazia parte da dupla Sergio Correa e Paulinho.


Empresário de Brusque, no Vale do Itajaí, o cantor foi visto pela última vez por volta das 16h30 de sábado (13), após participar de um churrasco no condomínio em que estava com a mulher.


Às 17h23, Eduarda saiu do apartamento e escondeu dois celulares na caixa de hidrante do corredor, após isso ela volta para o apartamento e os dois não foram mais vistos.

Nas redes sociais, muitas pessoas lamentaram e comentaram a morte do casal. A Polícia Civil de Itapema investiga o caso.

Relembre morte de empresário e jovem


O casal foi encontrado morto em um apartamento no Centro de Itapema, na noite deste domingo (14). A Polícia Civil investiga o caso e uma das hipóteses é de feminicídio seguido de suicídio.


A Polícia Militar foi acionada por um funcionário do empresário morto, de acordo com informações do boletim, os agentes já encontraram a porta do apartamento aberta e logo que entraram já foi possível avistar a mulher, de 24 anos, e o homem, de 59 anos, mortos, com muito sangue em volta.


Próximo a mão do homem havia um revólver, então foi isolada a área e acionada Polícia Civil e IGP (Instituto Geral de Perícias), os quais agente e perito se fizeram presentes, bem como IML (Instituto Médico Legal) que recolheu os corpos.


Mulher escondeu celulares momentos antes de morrer


Os agentes conversaram com o funcionário da vítima, primeira pessoa a entrar no apartamento. Ele contou que tentava confirmar se deveria viajar, mas não conseguia contato com o chefe, quando decidiu ir até o apartamento, pois o empresário nunca havia ficado tanto tempo sem responder.


Ao chegar, viu o celular do chefe e da mulher dentro do hidrante, fato que considerou muito estranho e então chamou a irmã do empresário até o local, pois ela possuía a chave reserva.


Entretanto, os dois não tiveram sucesso, pois o imóvel estava trancado por dentro, então decidiram arrombar a porta, mas também não conseguiram, quando então utilizaram do apartamento do vizinho, para entrar até a sacada do apartamento.


O funcionário precisou quebrar o vidro da sacada, no que ficou com lesão leve na mão e respingou sangue no apartamento. Foi quando ele viu os corpos e a arma, abriu o apartamento por dentro e depois acionou a Policia Militar.


Vizinhos de casal morto não ouviram disparos nem briga


Os policiais destacaram que, pela cena, o crime aparentava ter ocorrido já há um bom tempo, pois o cheiro estava forte, o sangue seco e ambos esbranquiçados.


Os vizinhos disseram ter visto o casal pela última vez na tarde de sábado (13), quando eles estariam presentes em um churrasco no salão de festas do edifício com outros condôminos.

Ninguém ouviu disparo, ou alguma briga, bem como ao buscarem as câmeras, o único fato que viram foi o casal descendo do elevador às 16h30 do sábado.


Após isso, a mulher sai sozinha ao corredor às 17h23 e guarda dois celulares na caixa de hidrante do corredor, após isso volta para o apartamento e os dois não são mais vistos.


A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as mortes. A arma encontrada no local do crime já foi apreendida, assim como os celulares. As testemunhas serão ouvidas e a investigação realizada durante a semana.


“Conclusões sobre o fato somente ao final do Inquérito e com a finalização das perícias”, traz a nota da Polícia Civil.

Por ND+



679 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page