top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Embalado mas cheio de desfalques, Inter pega o Athletico na Arena da Baixada

O Inter começou o Campeonato Brasileiro sob pressão e até algumas vaias. Mas venceu o Bahia, em casa, e o Palmeiras, fora, somando seis pontos nas duas primeiras rodadas. Com isso, além de afugentar os primeiros sinais de uma crise que tentava se instalar no Beira-Rio, ganhou o direito de sonhar. Afinal, apesar de o caminho estar apenas no começo, o time colorado começa a rodada do final de semana na liderança por pontos da competição, ao lado do Flamengo. E, neste domingo, às 16h, enfrenta o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, mais um compromisso de alta dificuldade.


O otimismo, que nem é só da torcida, mas também dos jogadores e até do técnico Eduardo Coudet, tem alguma razão. Contra o Bahia, o Inter até não fez uma partida boa, mas conseguiu a vitória, quebrando uma sequência de quatro empates. Depois, bateu o Palmeiras, que é o atual campeão nacional, com certa autoridade. Marcou um gol, teve outras oportunidades e desperdiçou um pênalti, além de não dar chances ao adversário.


“Estamos trabalhando para brigar por títulos. Ninguém pode assegurar uma conquista, mas o grupo está convencido que o nosso trabalho é bom. Eles (jogadores) acreditam na forma de jogar”, afirmou Coudet, ainda no vestiário da Arena Barueri, após a vitória sobre o Palmeiras.


O jogo, entretanto, tem algumas características peculiares, começando pelo campo. A Arena da Baixada tem um gramado sintético que utiliza uma tecnologia antiga. O equipamento está instalado no estádio desde 2016. A consequência é um piso mais duro, que altera o comportamento da bola e complica a recuperação física dos jogadores.


Exatamente por isso, Coudet pode usar uma formação ainda mais desfalcada. Além de não contar com Valencia, Alan Patrick, Fernando e Aránguiz, o técnico pode preservar alguns jogadores que têm alguma dificuldade física, como Lucas Alario e Mercado, ou os mais cansados, como Borré. Wesley, que marcou dois gols nos últimos dois jogos do Inter, deve ser confirmado no setor ofensivo, jogando junto com Wanderson. Lucca é a alternativa para o ataque.


O Adversário


O Athletico Paranaense vinha de oito vitórias consecutivas sob comando de Cuca, mas teve a boa fase interrompida pelo Grêmio, na última quarta-feira. Perdeu, na Arena, por 2 a 0.


Após a partida, o técnico afirmou que a derrota teria que ser utilizada como lição pela equipe, que também sonha com a conquista do título brasileiro, que seria o segundo de sua história. “Nosso time tem que ser competitivo. Se a gente fugir desse estilo os resultados não vão vir. Nosso próximo jogo não é uma partida qualquer. Vamos tirar lições”, falou Cuca. Ele deve contar com os retornos do lateral Léo Godoy e do atacante Pablo.


CAMPEONATO BRASILEIRO - 3ª RODADA

Athletico-PR


Bento; Madson (Léo Godoy), Kaique Rocha, Thiago Heleno e Esquivel; Erick e Fernandinho; Julimar (Alex Santana), Canobbio e Cuello; Mastriani (Pablo). Técnico: Cuca.

Inter

Rochet; Bustos, Vitão, Robert Renan e Renê; Thiago Maia; Mauricio, Bruno Gomes e Wanderson; Wesley e Borré. Técnico: Cuca.

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG).

Local: Arena da Baixada, em Curitiba.

Por Correio do Povo



12 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page