top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Dengue matou quase três vezes mais que a Covid-19 em Blumenau este ano

A chegada do mês de junho traz consigo uma triste estatística para Blumenau. Dados divulgados nesta quarta-feira (5) pela prefeitura revelam que 30 pessoas já morreram por conta da dengue desde março, quando foi registrado o primeiro óbito. Isso significa que, até agora, a doença matou quase o triplo de vítimas se comparado à Covid-19, que deixou 11 mortos neste ano.


O número fica ainda mais expressivo se relacionado a 2023, quando houve apenas um óbito por dengue em Blumenau.


A última morte confirmada pela doença foi informada nesta quarta. A vítima era uma mulher de 85 anos, com comorbidades, e teria falecido em 10 de abril, segundo a Secretaria de Promoção da Saúde. Os registros mais recentes de pessoas que não resistiram à dengue, no entanto, datam de 12 de maio, quando um homem de 73 anos e outra mulher de 71 morreram no mesmo dia por causa do vírus.


Entre março e maio deste ano, a vítima mais jovem a não sobreviver à doença foi uma mulher de apenas 34 anos. A mais velha, por outro lado, tinha 87. A maioria das pessoas que morreram em decorrência da dengue em Blumenau tinham 70 anos ou mais, ainda de acordo com dados da prefeitura (veja abaixo a lista completa com todas as idades).


Com 30 mortes só em 2024, é como se a doença tivesse matado mais de uma pessoa por semana na cidade. Conforme o painel da dengue do Centro de Informações Estratégicas para a Gestão do SUS de Santa Catarina, Blumenau é a terceira cidade com mais óbitos até o momento, atrás apenas de Joinville (50) e Itajaí (31).


Além disso, o último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) do Estado mostra que entre 31 de dezembro de 2023 e 3 de junho de 2024 foram confirmadas 231 mortes por dengue em toda Santa Catarina. Outras 66 permanecem em investigação.


Mortes por dengue em Blumenau


  • Homem, 77 anos, com comorbidades (óbito em 11/3)

  • Homem, 65 anos, com comorbidades (óbito em 16/3)

  • Mulher, 40 anos, sem comorbidades (óbito em 14/3)

  • Homem, 77 anos, com comorbidades (óbito em 23/3)

  • Mulher, 87 anos, com comorbidades (óbito em 25/3)

  • Mulher, 72 anos, com comorbidades (óbito em 24/3)

  • Homem, 62 anos, com comorbidades (óbito em 25/3)

  • Homem, 73 anos, com comorbidades (óbito em 28/3)

  • Mulher, 84 anos, com comorbidades (óbito em 22/3)

  • Homem, 75 anos, com comorbidades (óbito em 10/4)

  • Mulher, 77 anos, com comorbidades (óbito em 14/4)

  • Homem, 71 anos, com comorbidades (óbito em 5/4)

  • Homem, 65 anos, com comorbidades (óbito em 7/4)

  • Mulher, 34 anos, com comorbidades (óbito em 18/4)

  • Mulher, 80 anos, com comorbidades (óbito em 19/4)

  • Mulher, 76 anos, com comorbidades (óbito em 18/4)

  • Homem, 74 anos, com comorbidades (óbito em 10/4)

  • Mulher, 69 anos, com comorbidades (óbito em 6/4)

  • Homem, 48 anos, com comorbidades (óbito em 11/4)

  • Homem, 57 anos, com comorbidades (óbito em 17/4)

  • Mulher, 70 anos, com comorbidades (óbito em 24/4)

  • Homem, 64 anos, com comorbidades (óbito em 24/4)

  • Homem, 80 anos, com comorbidades (óbito em 19/3)

  • Homem, 70 anos, com comorbidades (óbito em 18/4)

  • Homem, 79 anos, sem comorbidades (óbito em 5/5)

  • Mulher, 52 anos, com comorbidades (óbito em 10/5)

  • Homem, 63 anos, com comorbidades (óbito em 12/4)

  • Homem, 73 anos, com comorbidades (óbito em 12/5)

  • Mulher, 71 anos, com comorbidades (óbito em 12/5)

  • Mulher, 85 anos, com comorbidades (óbito em 10/4)


Desde a primeira semana de 2024, foram contabilizados 59,8 mil casos prováveis da doença em Blumenau. Destes, 39,5 mil estão em investigação, enquanto outros 20,3 mil já estão confirmados. Dados desta quarta-feira ainda apontam que sete pessoas estão internadas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 19 permanecem em enfermaria por causa da dengue.

Por NSCTotal



5 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page