top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Daniel Alves é condenado a prisão por agressão sexual de jovem na Espanha

O ex-jogador do São Paulo e da Seleção brasileira Daniel Alves foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão por agressão sexual.  A decisão foi dada pelo tribunal de Barcelona nesta quinta-feira (22). O atleta é acusado de ter estuprado uma jovem, de 23 anos, na boate Sutton, na Espanha, no final de 2022. As informações são do g1.


A condenação acontece duas semanas após o término do julgamento. A defesa de Daniel Alves ainda pode recorrer da decisão, mas, neste período ele segue preso. O ex-jogador está na prisão há mais de um ano.


Entre 5 e 7 de fevereiro, cerca de 30 testemunhas prestaram depoimento sobre o caso. Conforme o g1, a sentença foi dada pela juíza Isabel Delgado na 21ª Seção de Audiência de Barcelona e inclui uma pena de liberdade supervisionada de cinco anos, que será cumprida após o término da pena, além de nove anos de afastamento da vítima, à qual ele deve pagar uma indenização de 150 mil euros (cerca de R$ 804 mil). Ele também deve pagar os custos do processo.


Relembre o caso Daniel Alves


Daniel Alves é acusado de estuprar uma jovem de 23 anos, em uma boate de Barcelona. O caso aconteceu em 30 de dezembro de 2022.


O ex-jogador está preso desde 20 de janeiro de 2023 sob acusação e aguarda julgamento. Ao longo do processo judicial, o brasileiro mudou sua versão da história várias vezes e ainda trocou de advogado.


De acordo com a imprensa espanhola, a vítima relatou à Justiça que ela e Daniel Alves dançaram juntos na balada, até o momento que ele “levou várias vezes a mão dela até seu pênis, que ela retirou assustada”. Um tempo depois, o ex-jogador a convidou para segui-lo até uma porta, que dava para um banheiro. Em seguida, teria acontecido o crime.

Por NSCTotal



8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page