top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Chuvas causam estragos em 19 cidades e deixam 37 desalojados em SC

As fortes chuvas que atingem Santa Catarina nesta quinta-feira (2) causaram estragos em 19 cidades, de acordo com a última atualização da Defesa Civil. As regiões mais atingidas foram Grande Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul, principalmente em áreas de divisa com o Rio Grande do Sul. Na sexta (3), as chuvas devem avançar para o restante do Estado.


Em Ipira, no Meio-Oeste, um homem de 61 anos desapareceu após ter o carro onde estava arrastado por uma enxurrada. O Estado tem desalojados em São João do Sul (16), São Joaquim (11), Praia Grande (6) e Orleans (4). Outras 6 pessoas estão em um abrigo público em Praia Grande.


Em dois dias, choveu 186 milímetros na cidade de Praia Grande – que decretou situação de emergência – o maior acumulado do Estado. O nível do Rio Mampituba ultrapassou 4,5 metros durante a madrugada, o que fez a cidade evacuar todos os moradores do bairro 1º de Maio. A SC-290 teve que ser interditada por conta de alagamentos.


Cidades do Meio-Oeste também contabilizam estragos. Capinzal teve uma série de estragos causados pela inundação do Rio Capinzal. Ipira também registrou alagamentos.


Um deslizamento de terra interditou totalmente a SC-390, na altura no km 33, mas a rodovia já foi liberada.


Na Serra, em Bom Jardim da Serra, houve registro de queda de barreiras, estradas interrompidas e pontes do interior submersas. Em São Joaquim, duas famílias tiveram que sair de casa após terem telhas arrancadas pela ventania, durante a madrugada.


Municípios atingidos pelas chuvas em SC


  • Orleans: Deslizamento na localidade de Otávio Dalazen, que atingiu parcialmente uma residência. Família de 4 pessoas adultas foram acolhidas em casa de parentes.

  • Içara: Aumento do Rio Três Ribeirões causou enxurrada na localidade de Nossa Senhora de Fátima.

  • Criciúma: Alagamento no Centro da cidade.

  • Urussanga: Pequeno deslizamento na localidade Morro da Glória e enxurradas na localidade de Baixada Fluminense, onde 3 residências foram atingidas com lama. Há alagamentos pontuais nas localidades de Rio Molha, Palmeira, Estação e Centro, no Terminal Rodoviário.

  • Balneário Rincão: Descarga elétrica na localidade de Lagoa dos Esteves atingiu 5 residências e causou a morte de um novilho de 7 meses.

  • Praia Grande: Inundação causou a interdição da Rodovia-SC 290. O Rio Canoas está invadindo a pista de rolagem. Equipes seguem trabalhando na desobstrução de córregos e bueiros, e um ônibus foi colocado à disposição para possível evacuação do Bairro 1º de Maio. Cota do Rio Mampituba ultrapassou os 4,5 metros e está fora de seu leito.

  • São João do Sul: Seis comunidades estão isoladas e 10 vias estão interditadas.

  • São Joaquim: Seis residências ficaram destelhadas por vendaval no bairro Jardim Bandeiras. Duas famílias foram desalojadas. Há registro de alagamentos e movimento de massa no interior do município.

  • Urupema: Cerca de 20 residências e dois barracões ficaram parcialmente destelhados.

  • Painel: Duas casas foram parcialmente destelhadas.

  • Vargem: Enxurrada pontual.

  • Capinzal: Chuva intensa causou alagamentos no centro do município. Uma edificação ficou destruída e houve danos na rede elétrica e em vias públicas. Danos humanos e materiais ainda estão em levantamento.

  • Lacerdópolis: Chuvas intensas causou extravasamento da galeria que passa pelo Rio Nair, no centro do município. A água atingiu residências próximas, comércio local e escola.

  • Alto Bela Vista, Piratuba, Peritiba e Presidente Castello Branco: Enxurradas.

  • Ipira: Enxurrada causou o desaparecimendo de uma pessoa.

  • Concórdia: Dois alagamentos.


Recomendações para a população


  • Mantenha-se informado sobre as condições meteorológicas locais nas redes oficiais da SDC;

  • Não trafegue em áreas sujeitas a alagamentos;

  • Não transite em pontes ou pontilhões submersos;

  • Cuidado redobrado com crianças próximas a rios ou ribeirões;

  • Reforce a segurança em telhados e estruturas que possam ser afetadas por ventos fortes;

  • Evite atividades ao ar livre durante temporais e busque local abrigado;

  • Fique atento a inclinação de postes e árvores;

  • Fique atento aos movimentos de terra ou rochas próximas a sua residência;

  • Fique atento a rachaduras em muros e paredes.

Por NSCTotal



400 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page