• Caroline Sacardo

Chapecoense perde para o Cruzeiro na Série B do Brasileirão

A Chapecoense viveu uma coincidência interessante neste sábado (30), na Arena Condá. Se em 2020 o Verdão perdeu para o Cruzeiro na quinta rodada da Série B daquele ano, em 2022 a história se repetiu. A Chape perdeu de 2×0 para a raposa num dos jogos de maior qualidade técnica até o momento na segunda divisão do futebol nacional. Apesar da chuva, o bom momento do time do Oeste de Santa Catarina, interrompido pela derrota desta rodada, fez com que houvesse um recorde de público na Arena, com pouco mais de 3 mil torcedores presentes.


Foto: Júlia Galvão/Chapecoense


Principais lances


Aos 7? do primeiro tempo, uma bola longa buscou o atacante Maranhão, da Chape, nas costas do zagueiro cruzeirense Zé Ivaldo, mas Rafael Cabral chegou antes e ficou com a bola. Aos 14?, Orejuela é acionado pela direita após erro do atacante Luvannor, do Cruzeiro. O atacante do Verdão cruza fechado e o zagueiro Lucas Oliveira ameaça afastar, mas deixa pro goleiro da raposa defender para não correr claro risco de fazer um gol contra.


Aos 20?, a primeira finalização clara do jogo, com o atacante Jajá, do Cruzeiro, ter finalizado rapidamente e um tanto acima da baliza após roubo pela direita de Luvannor. Aos 24?, Zé Ivaldo teve boa chance após receber a bola na intermediária direita do campo, mas acabou chutando a bola pro lado esquerdo do gol. Aos 32?, dois erros crassos dos ataques verde-branco e cruzeirense: Orejuela falhou de forma infantil na tentativa de afastar uma bola da raposa, e quando a posse sobra para Jajá, dentro da área, ele domina a bola, mas tropeça nela na hora de partir pra cima do zagueiro.


Logo depois, aos 33?, Edu faz a terceira finalização do Cruzeiro, chutando com muita força da meia esquerda de campo, mas sem direção. Aos 38?, outro momento para a raposa com um cruzamento de Bidu que encontra Edu cara a cara com o goleiro, mas impedido. Aos 42?, Maranhão recebeu em profundidade pela esquerda, cruzou de primeira e Eduardo Brock afastou antes de Perotti chegar pra finalizar. Uma grande defesa de Rafael Cabral ocorreu aos 44?, quando Ronei recebe a bola escorada no meio pela direita, e bate de fora da área. O goleiro cruzeirense defendeu a bola antes dela chegar no ângulo do gol. Aos 46?, Betinho recebe cartão amarelo por falta dura em Jajá. Logo depois, Bidu domina e cruza para Oliveira em cobrança de escanteio para o Cruzeiro. Ele cabeceia sem força e sem direção.


No segundo tempo, aos 3?, o Cruzeiro comeca uma série de finalizacoes perigosas: Edu recebe cobranca de lateral e escora de calcanhar para Jajá, que deixa Léo no chão e finaliza de bico. Vagner defende, e o zagueiro divide o rebote de Luvannor. Aos 5?, o atacante recebe na área, mas após mascar a bola, vê o colega Edu tirar o goleiro Vagner da jogada, e de forma incrível mandar a bola pra fora. Aos 8?, após escanteio para o Cruzeiro, Bidu finaliza, mas a bola bate no zagueiro da Chape. Zé Ivaldo fica com a sobra, bate forte e a bola trisca na trave. Um minuto depois, após cruzamento de Bidu, Neto Moura fica com a sobra da zaga do Verdão e bate forte. Xandão chega a tempo de afastar e evitar o gol.


Aos 13?, Zé Ivaldo arrisca de longe, com força, e Vagner espalma. No rebote, Bidu manda um voleio sem ângulo, mas que quase entra. Aos 16?, Jajá recebe pela direita, entra na área e finaliza cruzado. Vagner defende e a zaga afasta. A bola bateu no braço do zagueiro da Chape Victor Ramos dentro da área, mas não caracterizou pênalti. Aos 22?, o atacante Rodolfo do Cruzeiro recebeu cartão amarelo por retardar o jogo.


Na altura dos 24?, Xandão cometeu falta em Jajá na entrada da grande área, e recebeu cartão amarelo. Na cobrança da falta, Edu bate e a bola desvia no último homem da barreira pra fora. Após um tempo de jogo mais morno, aos 37?, o lateral esquerdo do Cruzeiro Rafael Santos ruza na área, a após a zaga afastar, Geovane Jesus pega o rebote, ajeita e coloca a bola no cantinho, convertendo o tento para a raposa.


Após o gol, o Cruzeiro fez mais algumas finalizações: aos 39?, Adriano fica com a sobra do tiro de meta de Vagner, dá boa enfiada para Edu, que domina e finaliza rápido, mas pra fora. Logo depois, Chape erra mais uma saída, deixando a bola para Edu, que aciona Daniel. Ele domina e finaliza, mas a bola desvia no marcador e sai pela linha de fundo. No lance seguinte, Rafael Santos cobra na primeira trave, Rodolfo desvia e encontra Edu livre na segunda trave, mas a cabeçada joga a bola pra fora.


Com tanta pressão, o segundo gol do Cruzeiro acabou acontecendo aos 44?, quando Adriano lança a bola para Geovane, que cruza na entrada da área para Edu, que finaliza de primeira e marca o tento decisivo do jogo. Aos 46?, a Chape quase desconta com uma finalização forte de Ronei, que foi parada por uma boa defesa de Rafael Cabral. Aos 48?, o último fato relevante do jogo: um cartão amarelo para o volante Guilherme Rend, do Verdão, por falta em Willian Oliveira.


Com a derrota, a Chapecoense cai para a quarta posição na tabela de classificação, e se mantém com 8 pontos. Já o Cruzeiro chega aos 10 pontos, e fica em terceiro na tabela pelo saldo de gols, mas empata com o líder Grêmio e com o vice-líder Bahia na pontuação.


Fonte: ClicRDC

0 visualização0 comentário