top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Aumento nos casos de gripe antecipa campanha de vacinação em SC; veja cronograma

Santa Catarina vai antecipar a campanha de vacinação contra a gripe para este mês, por conta do crescimento do número de casos da doença. A decisão do MS (Ministério da Saúde) tem como meta imunizar pelo menos 90% do público prioritário (lista abaixo) até 31 de maio.


Tradicionalmente, a campanha ocorre sempre entre os meses de abril e maio. Na segunda-feira (19), a Dive-SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) da SES (Secretaria de Estado da Saúde) iniciou a distribuição das doses da vacina para os municípios.


Cronograma de entrega das doses:


  • 18 de março (segunda-feira): centrais regionais de Itajaí, Blumenau e Florianópolis;

  • 19 de março (terça-feira): centrais regionais de Joaçaba, Videira e Joinville;

  • 20 de março (quarta-feira): centrais regionais de Mafra, Jaraguá do Sul, Lages e Rio do Sul;

  • 21 de março (quinta-feira): centrais regionais de São Miguel do Oeste, Chapecó, Concórdia e Xanxerê;

  • 22 de março (sexta-feira): centrais regionais de Araranguá, Tubarão e Criciúma.

Dia D


A aplicação do imunizante, segundo a SES, ocorre assim que as cidades receberem as doses. Neste ano, o Dia D, que é a mobilização estadual para vacinação, está previsto para o dia 13 de abril.


A vacina contra a gripe que é ofertada na rede pública de saúde é a trivalente, que protege contra os principais vírus da influenza em circulação no país: influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e o vírus influenza B.


Veja quem pode se vacinar contra a gripe


  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);

  • Trabalhadores da saúde;

  • Gestantes e puérperas (mães até 45 após o parto);

  • Professores do ensino básico e superior;

  • Povos indígenas e quilombolas;

  • Idosos com 60 anos ou mais de idade;

  • Pessoas em situação de rua;

  • Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento;

  • Profissionais das Forças Armadas;

  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade;

  • Pessoas com deficiência permanente;

  • Caminhoneiros;

  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso;

  • Trabalhadores Portuários;

  • População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.


O boletim epidemiológico da gripe divulgado pela Dive-SC mostra que, até 9 de março, o Estado tinha 95 hospitalizações por gripe (influenza). Desse total 51% dos pacientes eram idosos com 60 anos ou mais, que pertencem ao grupo prioritário de vacinação.

Por ND+



59 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page