top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Aumento na produção de carnes garante abastecimento interno e exportações em 2024

A produção das três principais carnes do país deve chegar a 30,88 milhões de toneladas neste ano. O volume representa crescimento de 3,9% se comparado com 2023. A projeção é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com base na avaliação do quadro de suprimento de carnes, divulgado nesta quarta-feira, dia 3.


O incremento implica em uma elevação interna, estimada em 21,12 milhões de toneladas, o que garante o abastecimento no mercado brasileiro. Também devem crescer em torno de 6,5% as exportações, projetadas em 9,85 milhões de toneladas.


Para a carne bovina, o panorama esperado é de aumento na produção, retomando a marca de 10 milhões de toneladas, volume atingido nos anos de 2006 e 2007. Conforme a Conab, o volume produzido é reflexo do ciclo pecuário iniciado no ano passado, com uma alta nos abates motivado por descarte de fêmeas.


A disponibilidade interna do produto deverá chegar a 6,6 milhões de toneladas, se mantendo próximo à estabilidade, com um leve aumento de 0,2%, enquanto que as exportações devem ficar em torno de 3,5 milhões de toneladas.


“A maior quantidade de carnes disponíveis no mercado interno é um bom indicativo para os consumidores. Mas, além desse aumento na produção, os preços dos insumos para alimentação animal estão menores para o criador. Essa combinação de fatores tende a sustentar os preços das carnes em patamares mais baixos para os brasileiros e as brasileiras”, destacou Edegar Pretto, presidente da Conab.


Suínos e aves


Também é esperada uma maior exportação da carne suína em 2024. Se no ano passado os embarques chegaram a 1,21 milhão de toneladas, para este ano é esperado um volume exportado de 1,29 milhão de toneladas, 6,6% superior.


O bom resultado é reflexo de um crescimento na produção da carne suína no país na ordem de 3,7%, estimada em 5,55 milhões de toneladas. A alta nas exportações não impacta na disponibilidade interna que está estimada em 4,22 milhões de toneladas, elevação de 2,8% em relação a 2023.


Para a avicultura de corte também é esperado um aumento de 1,5% na produção neste ano em comparação com 2023, sendo estimada em aproximadamente 15,4 milhões de toneladas. O maior volume produzido possibilita uma elevação na disponibilidade do produto no mercado interno de 4,3%, podendo chegar a 10,3 milhões de toneladas.

Por Oeste Mais



408 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page