• jornalismo903

Assistência Social e PETI realizam ações de combate ao trabalho infantil em Maravilha

O mês de junho é utilizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) para informar e sensibilizar a sociedade sobre a luta contra o trabalho infantil. A alusão acontece devido ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado anualmente em 12 de junho. A campanha deste ano entregou 2.700 cartilhas "Trabalho Infantil não é Brinquedo" para crianças do 1º ao 6º das redes municipal e estadual de ensino.


Com atividades temáticas, dados e desenhos para colorir, o livro aborda de forma alusiva o assunto que é de extrema relevância para a sociedade. A partir do material, os professores e a equipe de assistência social podem trabalhar o tema e pontuar casos de trabalho infantil de acordo com os relatos das crianças.


A coordenadora das Ações Estratégias do PETI, Roseli de Oliveira Althaus, destaca que a entrada precoce no trabalho provoca prejuízos para o desenvolvimento integral da criança e do adolescente. “Esse abuso traz agravantes, evasão e baixa escolaridade, exposição a acidente físicos, dentre outros malefícios para a vida dos jovens”, completa Roseli.



27 visualizações0 comentário