top of page
  • Foto do escritorDifusora FM

Ainda sem Renato, foco dos treinos do Grêmio em São Paulo é a preparação física

Ainda sem Renato Portaluppi, que é esperado hoje, o Grêmio segue a sua temporada especial de treinos no CT do Corinthians, em São Paulo. Pelo menos nestes primeiros dias, o foco da comissão técnica é a preparação física. Até por isso, os jogadores estão trabalhando em dois turnos sob o comando do preparador Mário Pereira. Desalojado do CT Luiz Carvalho e sem poder contar com a Arena, ainda sob as áugas, o Grêmio joga contra o The Strongest-BOL, no dia 29 de maio, pela Copa Libertadores, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba.


Como tem apenas três pontos após três rodadas da fase classificatória da Libertadores, o Grêmio precisa vencer o The Strongest. Neste momento, o time tricolor, com apenas três partidas, está na lanterna do grupo C. O time boliviano lidera com dez pontos em cinco partidas e está praticamente classificado para as oitavas de final. Portanto, o Grêmio deve disputar a vaga restante contra o Huachipato, que tem cinco pontos em quatro partidas. Os dois times ainda se enfrentam, no Chile, na partida que pode definir qual dos dois seguirá vivo na competição sul-americana.


Além de Renato, há outras defecções no grupo que treina em São Paulo. Devido a problemas de logística, Walter Kannemann, Rodrigo Ely, Felipe Carballo e Lucas Besozzi só conseguiram juntar-se à delegação e recomeçar os treinos durante o final de semana. O volante Villasanti e o atacante Diego Costa, que receberam autorização da direção gremista para tratar de assuntos particulares, também devem se apresentar somente hoje no hotel usado como QG gremista na capital paulista.


O Grêmio continuará usando o CT do Corinthians até domingo (26), quando viajará para Curitiba. Antes da partida contra o The Strongest, Renato orientará mais dois treinos antes do jogo contra os bolivianos, na quarta-feira da semana que vem. O compromisso, pelo Campeonato Brasileiro, seguinte está indefinido. Em princípio, o Grêmio receberia o Botafogo, na Arena, dia 1º de junho, mas as duas direções estudam uma inversão de mando de campo. Assim, a partida do primeiro turno seria no Engenhão e, a segunda, na Arena.O clube ainda não sabe quando poderá voltar a jogar em seu estádio. A tendência é que seja preciso trocar todo o gramado da Arena.

Por Correio do Povo



4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page