• Caroline Sacardo

Agentes de saúde e de combate às endemias receberão reajuste salarial em Maravilha

O prefeito Sandro Donati e o vice-prefeito Jonas Dall’Agnol incluiram no projeto de lei do reajuste dos servidores públicos as categorias de agentes comunitárias de saúde e de combate às endemias que, assim como os demais servidores (exceto o magistério) receberão 12% de reposição salarial. O magistério foi contemplado com o cumprimento da lei do piso nacional. O reajuste deverá ser aplicado nos vencimentos do mês de março caso aprovados pela Câmara de Vereadores que vai analisar a proposta do Poder Executivo.

O governo federal, responsável pela divulgação do piso das agentes comunitárias de saúde e de endemias ainda não divulgou o valor, mas o município optou por incluir os servidores no reajuste atendendo também a uma sugestão da secretária de saúde Miriane Sartori. O secretário de Administração e Fazenda, Cleiton Borgaro, disse que é uma forma de valorização dos servidores que atuam em defesa da saúde da população. Borgaro lembrou que Maravilha está vivendo um quadro muito crítico com uma epidemia de Dengue e que são as agentes comunitárias de saúde e os agentes de endemia que estão na linha de frente do combate à doença no trabalho de orientação, fiscalização e até mesmo no trabalho braçal na coleta de resíduos e limpeza de lotes e residências. Já a secretária de saúde Miriane Sartori defendeu o reajuste para a equipe e destaca que são servidores que trabalham na ponta, diretamente com a comunidade, de casa em casa e auxiliando na prevenção. “Merecem esse reajuste e essa valorização pelo exercício da atividade”, disse Miriane.


Agentes de saúde e de endemias na fiscalização e trabalho de combate à Dengue -

Foto: ASCOM


Fonte: Prefeitura de Maravilha

151 visualizações0 comentário