• Caroline Sacardo

Acusado de matar ex-companheira a facadas é condenado a 21 anos de prisão

O Tribunal do Júri de São Miguel do Oeste condenou, nesta sexta-feira, 29, Jovenal Leiria da Silva pelo assassinato da ex-companheira, Loreci Weber, 47 anos. O crime ocorreu em novembro de 2020 próximo a um bar em Paraíso.


A vítima foi atingida facadas, e encontrada minutos depois já sem vida. A pena do acusado foi fixada em 21 anos e quatro meses de prisão em regime fechado, pelo homicídio, com as seguintes qualificadoras, feminicídio, Motivo fútil; e Uso de meio cruel.


Jovenal segue detido na Unidade Prisional Avançada de São Miguel do Oeste.


O Crime


Em 28 de novembro de 2020, Loreci e seu filho, de 20 anos, saíram de São Miguel do Oeste e foram até um bar em Paraíso. De acordo com a polícia, eles estavam acompanhados de amigos, quando teriam encontrado o ex-companheiro da vítima. O suspeito e a mulher chegaram a conversar e a situação era tranquila. Para a PM, o filho da vítima disse que não ter percebido o momento em que a mãe saiu com o homem do local.


Minutos depois, Loreci, foi encontrada caída com em uma rua próxima ao estabelecimento, já sem vida e com três ferimentos por faca no tórax. O homem não foi localizado. A ocorrência foi atendida por volta das 21h pelo Corpo de Bombeiros.


A Polícia Civil prendeu o homem na segunda-feira, 30 de novembro e desde então está a disposição da justiça na Unidade Prisional Avançada de São Miguel do Oeste.


Foto: Marcos de Lima/Portal Peperi


Fonte: Marcos de Lima/Portal Peperi


15 visualizações0 comentário