• jornalismo903

Ação coordenada pelo Ministério Público interdita estabelecimentos em Tunápolis e São João do Oeste

Trabalho de fiscalização ocorreu nesta semana e também incluiu o comércio de Itapiranga.


Segundo o Portal Peperi, por iniciativa do Ministério Público de Santa Catarina, mais de 10 estabelecimentos foram vistoriados nesta semana. A operação ocorreu nos municípios de Itapiranga, Tunápolis e São João do Oeste. De acordo com o Comandante da Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste, Alcenir Minuscoli, estiveram envolvidos na ação do Ministério Público, Cidasc, Polícia Ambiental, Serviço de Inspeção Municipal, Vigilância Sanitária Estadual e Ministério da Agricultura.


O tenente explica que vários estabelecimentos foram visitados em Itapiranga, São João do Oeste e Tunápolis e a grande maioria apresentou irregularidades. Conforme Alcenir Minuscoli, o Centro de Apoio Operacional do Consumidor tem foco na qualidade dos produtos de origem animal e neste sentido foram constatadas diversas irregulares incluindo a apreensão de carne. O comandante da unidade da Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste reforça que a fiscalização do programa de proteção jurídico sanitária resultou ainda em estabelecimento interditados nos municípios de Tunápolis e São João do Oeste devido a irregularidades constatadas na comercialização de produtos de origem animal.


Alcenir Minuscoli informa que os responsáveis pelos estabelecimentos com irregularidades estão sujeitos a questões penais e administrativas, podendo gerar responsabilizações após a conclusão do processo.


O trabalho ocorreu também em outras regiões de Santa Catarina e não tem ligação com denúncias. O Comandante da Polícia Militar Ambiental, Alcenir Minuscoli informa que o material apreendido é descartado por se tratar de alimento impróprio para o consumo. Ele observa que o serviço é demorado com ação conjunta de vários órgãos observando vários itens de segurança alimentar.


Minuscoli reforça que a proteção jurídica e sanitária dos consumidores é fundamental para garantir a comercialização correta de produtos de origem animal.


Fonte: Portal Peperi



53 visualizações0 comentário